Author

Samira Germano

Browsing

A 2º via do passe livre é na verdade, a segunda via do bilhete único. Ele pode ser solicitado em caso de roubo, perda, ou no caso do seu documento ter sido apreendido pela SPTrans devido a mal uso.

O que acontece com cartões apreendidos pela SPTrans

Os cartões que são retidos por uso indevido são destruídos.  A 2° via pode ser solicitada, nesse caso, após o comparecimento do titular do documento ou de seu responsável até o Posto Central: 

  • Rua Boa Vista, 274 – Centro (segunda a sexta-feira, das 8h às 17h para análise da situação e emissão da 2ª). Tenha em mãos os seguintes documentos:

 

  • Documento oficial com foto do estudante.
  • Comprovante de escolaridade atual (até um mês) assinado e carimbado.
  • Comprovante de residência (água, luz, telefone – emitido nos últimos 6 meses) em nome do responsável (quando o estudante for menor de idade) ou do próprio estudante (quando for maior de idade).

É possível que outra pessoa compareça no lugar do estudante, porém além desses documentos, precisará apresentar uma declaração do aluno escrita de próprio punho autorizando o atendimento e a retirada da 2ª via do cartão.

O cartão pode ser apreendido caso outras pessoas estejam usando o seu bilhete único ou caso a foto cadastrada esteja desatualizada. A retenção do bilhete único estudante é feita pelos Técnicos da SPTrans e acaba por suspender o benefício do aluno até o final do ano letivo. A fim de evitar que isso aconteça é importante nunca emprestar o cartão e manter dados cadastrais e foto corretos e atualizados. 

Renovação do Passe livre

Quando for início de período letivo você pode renovar o seu passe livre assim que solicitar um novo Bilhete Único através do site. Para tanto basta fazer o mesmo processo anterior, de preenchimento do formulário no site da SPTrans com todos os dados solicitados.

Você pode fazer o acompanhamento da sua solicitação de Passe Livre diretamente no site da SPTrans. Confira nesta matéria se você se encaixa no público para ter o passe livre!

Quem pode solicitar o Passe Livre

  • alunos de ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante.
  • pertencer a uma instituição de ensino da rede pública municipal, estadual ou federal. 

Já estudantes de ensino superior (mestrado, doutorado, especialização) e tecnológicos podem ser contemplados com a gratuidade se apresentarem um autodeclaração de “Baixa Renda”. 

O estudante deve ter e comprovar que sua família possui renda per capta inferior a 1,5 salário mínimo. Além disso, o aluno deve possuir o número do CadÚnico e, como já explicado anteriormente, ter presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

Requisitos gerais para ter o Bilhete Único Estudante

Para pedir a emissão do Bilhete Estudante é preciso necessário algumas condições. 

  • ter o bilhete emitido a partir de 2014; 
  • possuir matrícula ativa no sistema da SPTrans;
  • morar distante mais de 1 quilômetro da instituição de ensino;
  • haver ligação de transporte coletivo urbano (Ônibus, Metrô, CPTM) no percurso entre a residência e a instituição de ensino do aluno. 

Para ter o passe livre estudantil o aluno não pode ser beneficiário de gratuidade no sistema de transporte coletivo em outras categorias (por exemplo, deficiente, idoso, TEG, Vai-e-Volta entre outros). Para ter direito ao benefício para o Sistema Ônibus é ainda necessário estar matriculado em um curso localizado dentro dos limites do município de São Paulo.

Pelo site da SPTrans você pode fazer a consulta do seu passe livre e verificar o status da sua solicitação. Saiba se você tem direito ao passe livre e se seu benefício será liberado!

Se você estuda em alguma instituição de ensino da rede pública municipal, estadual ou federal seu passe livre está garantido.

Mas atenção, para tanto você precisa estar matriculado em: ensino fundamental ou ensino médio ou ensino técnico e profissionalizante.

Estes alunos têm o direito automático ao passe livre assim que a instituição de ensino a que ele pertence, manda o dados dele para que o bilhete único possa ser emitido. 

Estudantes de ensino superior (mestrado, doutorado, especialização) e tecnológicos, por outro lado, podem ser contemplados com a gratuidade se apresentarem um autodeclaração de “Baixa Renda”. 

Para tanto, o estudante deve ter e comprovar que sua família possui renda per capta inferior a 1,5 salário mínimo. Além disso, o aluno deve possuir o número do CadÚnico e, como já explicado anteriormente, ter presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

O bilhete escolar também pode ter passe livre para estudantes que participam de algum dos Programas Governamentais:

  •  PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais. 

Estes alunos também possuem direito automático ao passe livre, porque já estão inseridos em um programa de bolsa financiamento e o governo já sabe que esse estudante é elegível para o benefício da gratuidade.

 Além destes, estudantes do Projovem Urbano, ministrado em instituições de ensino da rede pública municipal também estão incluídos para receber o benefício.

Quantas cotas você terá direito

A quantidade de cotas a que você tem direito é calculada baseada na estrutura do seu curso. Dessa forma, estudantes matriculados em cursos que possuem estrutura diferente daquela adotada pelos cursos regulares (anual ou semestral), como é o caso de alguns cursos técnicos e profissionalizantes; cursos realizados à distância, aqueles com freqüência flexível, cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado, entre outros, podem ter a cota fracionada em virtude dessa estrutura, ou por diversos outros fatores.

Para solicitar o Passe Livre é necessário preencher um formulário diretamente no site da SPTrans. Esse benefício é essencial para o estudante paulistano, porém, para requisitar o passe livre, é necessário alguns passos e também atender a algumas condições.

Quantas cotas você tem direito

Estudantes matriculados em cursos que possuem estrutura diferente daquela adotada pelos cursos regulares (anual ou semestral) tem menos cotas. Como é o caso de alguns cursos técnicos e profissionalizantes; cursos realizados à distância, aqueles com freqüência flexível, cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado, entre outros, podem ter a cota fracionada em virtude dessa estrutura, ou por diversos outros fatores.Dessa forma, a quantidade mensal de cotas a que você tem direito é calculada baseada na estrutura do seu curso. 

Como carregar cotas do Passe Livre

Para carregar as cotas de gratuidade você deve inserir o cartão escolar duas vezes no equipamento de recarga (aquele usado para recarga de vale-transporte). A primeira serve para carregar as cotas de gratuidade ônibus e outra para carregar as cotas de gratuidade trilho. 

A gratuidade constitui-se em cotas de créditos para viagens da sua residência até a sua instituição de ensino e vice e versa. Assim, você recebe a quantidade de créditos de viagens a que tem direito, para usar nos ônibus e nos trilhos.

Os equipamentos de recarga estão disponíveis em estações do Metrô, nos Postos de Venda e Atendimento e Terminais de ônibus da SPTrans, pontos da Rede Complementar composta por padarias, bares, farmácias e diversos estabelecimentos comerciais distribuídos pela Cidade. 

Como solicitar o seu Bilhete Único Estudantil

Para requisitar o benefício do Passe Livre é necessário ter o bilhete único do estudante. Siga os passos e solicite o seu documento!

  • cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

O passe livre é um direito não apenas de estudantes de “baixa renda” mas também de idosos, deficientes, crianças e alguns profissionais que podem utilizar o transporte público sem pagar. Conheça quem tem direito e como fazer para o utilizar o benefício.

Idosos

Pessoas com idade e igual ou superior a 60 anos podem andar de graça nos coletivos de São Paulo. Para conseguir o benefício há duas formas:

A primeira é fazer um Bilhete Único Especial do idoso. Para tanto basta enviar cópia do RG, da CNH ou do CIE; uma do CPF; um comprovante de residência atual; uma foto 3×4 recente e algum número de telefone para contato.

A outra opção é simplesmente apresentar um documento com foto que comprove a idade quando for desembarcar do coletivo. Mas sem o Bilhete Único do Idoso, o passageiro não poderá passar a catraca.

Pessoas com deficiência

Pessoas com deficiência física, auditiva, visual ou mental também pode ter passe livre. Para ter acesso ao Bilhete Único Especial – PCD, o passageiro precisa fazer um cadastro online no site da SPTrans e imprimir um relatório médico para ser preenchido por algum médico cadastrado no sistema.

Para concluir o pedido, a pessoa precisa apresentar um documento de identificação com foto (original e cópia), o relatório médico preenchido, assim como laudos médicos em um dos postos de atendimento, abertos de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. 

Para quem precisa de acompanhantes, o acesso é liberado no cartão para uma segunda pessoa, logo após a passagem do usuário pela catraca.

Gestantes

Algumas gestantes podem ter sua passagem inteiramente custeada pela Secretaria Municipal de Saúde ao usar o Bilhete Único – Mãe Paulistana. Ele pode ser  adquirido por grávidas inscritas no Programa de Proteção da Saúde da Gestante e do Recém-Nascido. Para isso, as mulheres precisam estar cadastradas nas UBS (Unidades Básicas de Saúde). Esse bilhete, diferente dos outros, tem validade de 2 anos, após o fim desse prazo, as mulheres precisam de um Bilhete Único Comum.

Diferença entre o Bilhete Único Mãe Paulistana e o Bilhete Único Gestante

O Bilhete Único – Gestante serve apenas para que as grávidas tenham o direito de desembarcar pela porta da frente e pode ser adquirido no 5º mês de gestação. Já o  Bilhete Único – Mãe Paulistana, a mulher é isenta de pagar a passagem que é financiada pela Secretaria Municipal da Saúde.

Crianças

Crianças menores de seis anos de idade também não pagam pelo transporte público desde que acompanhadas de responsáveis.

Profissionais com direito ao benefício

Policiais e integrantes das forças armadas,desde que estejam fardados não pagam pelo transporte público. Bem como oficiais de Justiça que precisam no entanto mostrar seu crachá funcional. Assim como, carteiros desde que uniformizados e com o cartão funcional de serviço.

 Professores não possuem isenção da passagem mas desconto de 50%; Para conseguir o benefício ele precisa dar aula em instituições públicas ou privadas que estejam cadastradas no Sistema de Bilhete Único Escolas da SPTrans. Além de precisar morar a mais de 1km de onde lecionam.

Estudantes

A primeira condição para ter o passe livre estudantil é o aluno estudar em alguma instituição de ensino da rede pública municipal, estadual ou federal. 

E sendo eles dos níveis educacionais: 

  • ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante.

Assim, estes alunos têm o direito automático ao passe livre assim que a instituição de ensino a que ele pertence, manda o dados dele para que o bilhete único possa ser emitido. 

Saiba mais sobre a documentação necessária e como solicitar o seu passe livre lendo a matéria: Passe Livre – Solicite o seu!

O Passe Livre da CPTM é o mesmo usado para ônibus e metrô e as cotas para CPTM estão junto das de metrô. Isso porque na hora de carregar as cotas para o seu bilhete é necessário inserir o cartão uma primeira vez para carregar cotas para ônibus, e uma segunda vez para carregar cotas para o sistema trilho (Metrô e CPTM)

Até 2017 o passe livre era concedido automaticamente assim que os estudantes se autodeclaravam baixa renda. Porém a partir do início de 2018 a prefeitura de SP exigiu a apresentação do Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico.

E para conseguir o cadastro no CadÚnico o estudante deve realizar uma entrevista com uma assistente social do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo de sua residência e levar consigo os seguintes documentos, próprios e das pessoas que moram com ele, a fim de certificar a baixa renda

  • CPF ou o Título de Eleitor originais.
  • RG, CPF, Carteira profissional, Título de eleitor, Certidão de nascimento OU certidão de casamento;
  • Declaração Escolar de todas as crianças e adolescentes que estudam;
  • Comprovante de residência com CEP (o mais recente possível).

Após a entrevista, o CRAS fornecerá o NIS (Número de identificação social), que o estudante deverá inserir em seu cadastro junto à SPTrans. Por último deve pagar um taxa de R$ 30 para liberação da cota.

Quem tem direito ao Passe Livre na CPTM

No caso do Sistema sobre Trilho (Metrô/CPTM) é necessário ainda estar matriculado em curso localizado na região Metropolitana de São Paulo ou em municípios atendidos pela CPTM.

A gratuidade garante aos estudantes cotas duplas com direito a 2 viagens de 2 horas cada com até 04 embarques por viagem, e até 02 embarques/dia no sistema trilho (Metrô e CPTM), e devem ser adquiridas do primeiro até o último dia do mês a que se referem, e utilizadas até o dia cinco do mês subsequente.

Como pedir Passe Livre

O cadastro para o passe livre deve ser feito diretamente no site da SPTrans, porém a solicitação do Bilhete Único Estudantil deve ser feito antes. Solicitando o bilhete único pelo site você tem mais comodidade de aguardar o seu bilhete único chegar em sua residência! Siga os seguintes passos:

  • cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Para fazer o passe livre e seu cadastro é necessário primeiro ter o Bilhete Único Estudantil e fazer a sua solicitação. Após isso você poderá preencher um formulário diretamente no site da SPTrans solicitando o passe livre. Mas vamos por partes, primeiro é preciso ter o seu bilhete único ao menos cadastrado e, depois, pedir pelo benefício do passe livre.

Como solicitar seu Bilhete Único Escolar

  • Cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • Informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • Aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • Depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Passe Livre como funciona?

O passe livre é concedido ao estudante de complexidade socioeconômica. o benefício permite que o aluno tenha condições de frequentar a escola e suas atividades diariamente. Porém, para ter direito ao benefício é necessário se encaixar em algumas condições:

A primeira condição para ter o passe livre estudantil é o aluno estudar em alguma instituição de ensino:

 

  •  rede pública municipal, estadual ou federal. 

 

E sendo eles dos níveis educacionais: 

 

  • ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante.

 

Estes alunos têm o direito automático ao passe livre. Isso acontece assim que a instituição de ensino manda o dados dele para que o bilhete único possa ser emitido. Assim, a empresa de transportes já entende que ele é aluno da rede pública e que já possui o passe livre instantaneamente.

Estudante de ensino superior e tecnológicos por outro lado,  podem ser contemplados pelo benefício mediante uma autodeclaração de “Baixa Renda”. Para isso devem possuir, renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo. Também devem possuir o número do CadÚnico e presença no cadastro enviado pela instituição de ensino. Caso não se encaixem nessa exigências o aluno recebe meia passagem.

Como carregar cotas do Passe Livre

O passe livre constitui-se em cotas de créditos para viagens da residência do aluno até a sua instituição de ensino (e vice e versa). Dessa forma o aluno recebe a quantidade de créditos de viagens a que tem direito para usar nos ônibus e nos trilhos. 

Para carregar o seu bilhete com cotas de gratuidades é bem prático. Basta inserir o cartão duas vezes no equipamento de recarga (o mesmo usado para recarga de vale-transporte). A primeira vez serve para carregar as cotas de gratuidades ônibus e a segunda para carregar as cotas de gratuidades trilho

Os equipamentos de recarga estão disponíveis em estações do Metrô, nos Postos de Venda e Atendimento e Terminais de ônibus da SPTrans, pontos da Rede Complementar composta por padarias, bares, farmácias e diversos estabelecimentos comerciais distribuídos pela Cidade. 

Para ter o passe livre 2019 o aluno deve, antes de mais nada, solicitar o Bilhete Único Estudantil. Esse bilhete é o cartão onde será carregado todas as passagens que o estudante possa vir a ter. No mesmo cartão é possível recarregar créditos de passe livre ou meia passagem, passe comum e ainda, vale transporte.

Além disso o bilhete único estudantil de São Paulo é também o Documento Nacional do Estudante. Um documento original das entidades estudantis nacionais UNE, UBES e ANPG e que possui ainda, abrangência nacional.

Passo a passo para seu Bilhete Único Escolar

  • Faça seu cadastro no site Bilhete Único Estudante
  • Informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • Aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • Depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Requisitos gerais para aquisição Bilhete Único Estudante

Para pedir a emissão do Bilhete Estudante é preciso cumprir algumas condições. Entre elas, ter o bilhete emitido a partir de 2014; também possuir matrícula ativa no sistema da SPTrans. Também morar distante mais de 1 quilômetro da instituição de ensino, haver ligação de transporte coletivo urbano (Ônibus, Metrô, CPTM) no percurso entre a residência e a instituição de ensino do aluno. 

O aluno não pode ser beneficiário de gratuidade no sistema de transporte coletivo em outras categorias (por exemplo, deficiente, idoso, TEG, Vai-e-Volta entre outros). Para ter direito ao benefício para o Sistema Ônibus é ainda necessário estar matriculado em um curso localizado dentro dos limites do município de São Paulo

Quem pode solicitar o Passe Livre

  • alunos de ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante.
  • pertencer a uma instituição de ensino da rede pública municipal, estadual ou federal. 

Já estudantes de ensino superior (mestrado, doutorado, especialização) e tecnológicos podem ser contemplados com a gratuidade se apresentarem um autodeclaração de “Baixa Renda”. 

O estudante deve ter e comprovar que sua família possui renda per capta inferior a 1,5 salário mínimo. Além disso, o aluno deve possuir o número do CadÚnico e, como já explicado anteriormente, ter presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

Formulário para o Passe Livre e cotas no transporte

O formulário para solicitar o passe livre deve ser preenchido diretamente no site da SPTrans

A quantidade mensal de cotas a que você tem direito é calculada baseada na estrutura do seu curso. Estudantes matriculados em cursos que possuem estrutura diferente daquela adotada pelos cursos regulares (anual ou semestral), como é o caso de alguns cursos técnicos e profissionalizantes; cursos realizados à distância, aqueles com freqüência flexível, cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado, entre outros, podem ter a cota fracionada em virtude dessa estrutura, ou por diversos outros fatores.

O bilhete escolar é um direito do estudante de São Paulo e da região metropolitana atendida pela SPTrans. Ele assegura que o aluno terá o direito à meia passagem, e, caso necessário, à gratuidade.

O bilhete escolar nada mais é que um cartão onde são depositadas as passagens de ônibus e trilho (Metrô e CPTM). Com este cartão o estudante pode também usar passagens do tipo Comum e Vale Transporte.

Quem pode solicitar o bilhete escolar?

Você pode solicitar o seu através do site oficial Bilhete Único desde que esteja enquadrado para receber o benefício. Você pode solicitar o bilhete único se e aluno de:

  •  ensino fundamental, médio, técnico e profissionalizante, ensino superior e tecnológico. Sendo estes da rede pública municipal, estadual, federal ou na rede privada de ensino

Como solicitar seu Bilhete Único Escolar

  • cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Passe Livre como funciona?

O passe livre é um benefício concedido ao estudante de complexidade socioeconômica. Isso porque ele permite que o aluno tenha condições de frequentar a escola e suas atividades diariamente. Entretanto para ter direito ao benefício é necessário se encaixar em algumas condições.

A primeira condição para ter o passe livre estudantil é o aluno estudar em alguma instituição de ensino da rede pública municipal, estadual ou federal. 

E sendo eles dos níveis educacionais: 

  • ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante.

Estes alunos têm o direito automático ao passe livre. Isso acontece assim que a instituição de ensino manda o dados dele para que o bilhete único possa ser emitido.

Já estudantes de ensino superior e tecnológicos podem ser contemplados pelo benefício mediante uma autodeclaração de “Baixa Renda”, possuindo dessa forma, renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo. Também devem possuir o número do CadÚnico e presença no cadastro enviado pela instituição de ensino. Caso não se encaixem nessa exigências o aluno recebe meia passagem.

Os estudantes elegíveis ao passe livre estudantil devem, antes de mais nada solicitar a emissão do Bilhete Único Estudantil. Essa e mais informações te daremos nesta matéria!

O benefício da gratuidade pode ser concedido aos seguintes estudantes:

  • Aqueles de instituições de ensino pública: estudantes de ensino fundamental, médio, técnico e profissionalizantes têm direito automático pela simples presença no cadastro enviado pela instituição de ensino; 
  • Já estudantes de ensino superior e tecnológicos têm direito ao passe livre estudantil mediante autodeclaração de “Baixa Renda” com renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do CadÚnico, e da presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

 

  • Aqueles de instituições de ensino privadas: estudantes de curso superior participantes dos Programas Governamentais: PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais têm direito automático presença no cadastro enviado pela instituição de ensino contendo a informação de que estão enquadrados nos programas de bolsa financiamento previstos; 
  • estudantes de curso superior (não participantes de Programas Governamentais), técnico e tecnólogo podem ter o passe livre estudantil mediante autodeclaração de “Baixa Renda” com renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do CadÚnico, e da presença no cadastro enviado pela instituição de ensino. 
  • Estudantes do PROJOVEM URBANO, ministrado em instituições de ensino da rede pública municipal têm direito à gratuidade automática. 

Requisitos para usar o Passe Livre SPTrans

A fim de poder usar o passe livre alguns você deve estar atendo a alguns requisitos gerais:

  • possuir o Bilhete Único Estudantil emitido a partir de 2014, 
  • possuir matrícula ativa no sistema da SPTrans, 
  • morar distante mais de 1 quilômetro da instituição de ensino, 
  • haver ligação de transporte coletivo urbano (Ônibus, Metrô, CPTM). No percurso entre a residência e a instituição de ensino do aluno, 
  • não ser beneficiário de gratuidade no sistema de transporte coletivo em outras categorias (por exemplo, deficiente, idoso, TEG, Vai-e-Volta entre outros). 

Para ter direito ao benefício para o Sistema Ônibus; é ainda necessário estar matriculado em um curso localizado dentro dos limites do município de São Paulo

Como solicitar o Bilhete Único Estudante para ter Passe Escolar

  • cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Quem tem direito a passe livre em ônibus

Além dos estudantes, também tem direito ao passe livre nos ônibus idosos com 60 anos ou mais. Para isso podem ou solicitar um Bilhete Único Especial Idoso – enviando cópia do RG ou CNH, CPF, comprovante de residência atual, foto 3X4 recente e algum número de telefone para contato. Ou ele pode simplesmente apresentar um documento com foto quando for desembarcar – porém nesse caso, o idoso não poderá passar pela catraca. Também podem ter passe livre crianças, gestantes e pessoas com deficiência. Saiba mais sobre o documento exigido para cada beneficiado e quem mais tem direito ao passe livre!

X