Author

Samira Germano

Browsing

O bilhete único estudante prevê ter os benefícios Passe Livre e o Vale Transporte no mesmo bilhete. Isso porque o objetivo é facilitar a vida do estudante e ter todos os benefícios em um só cartão.

Semelhantemente, o bilhete único é multifuncional pois além de servir para o transporte público de São Paulo e de sua região metropolitana, também é o Documento Nacional do Estudante. Esse documento assegura que o estudante tenha direito à meia-entrada em todo o território nacional para eventos artísticos-culturais e de esporte.

Neste bilhete podem ser carregadas as cotas de ½ passagem ou de gratuidade, Vale Transporte, cotas de tempo do tipo Comum (mensal e diária), e os créditos eletrônicos em dinheiro dos tipos Comum e Estudante.

Porém na hora de utilizar esses créditos há uma ordem pré-estabelecida para efetuar os descontos na catraca. Dessa forma você deve estar atento à ordem em que ocorrem os descontos:

Ordem de descontos no bilhete único

1º Vale Transporte  2º Estudante (1/2 passagem ou gratuidade); 3º Comum (Tempo/Dinheiro) 

No caso de não constar saldo em nenhuma das carteiras (VT, Estudante ou Comum) o usuário deve pagar a tarifa integral em dinheiro para o cobrador e não poderá usufruir de nenhum benefício concedido pelo uso do Bilhete Único.

No caso do estudante ser beneficiário do Vale Transporte e também da Gratuidade (Passe Livre) pode solicitar o complemento da cota de gratuidade. Para tanto, caso seja esse o seu caso você deve enviar um email com as informações abaixo para [email protected] 

  • Dados do Estudante: Nome completo, RG (com dígito e estado emissor), CPF e Data de Nascimento; 
  • Endereço residencial com CEP; 
  • Nome e endereço da escola; 
  • CNPJ e endereço completo da empresa onde você trabalha; 
  •  Trajeto detalhado (percurso de ida e volta entre a residência, instituição de ensino, e ao local de trabalho, constando linhas de Ônibus/Metrô/CPTM utilizadas). 

Algumas outras matérias que podem ser úteis para você:

Saiba como você pode fazer o cadastro para ter o seu Bilhete Único
Confira as formas de pagamento do seu Bilhete único – inclusive por boleto!
Bilhete Único Universitário – solicite o seu!
Como funciona o Bilhete Único Estudante
Passe Livre e Vale Transporte no mesmo bilhete – como alterar a distribuição das cotas

Caso seja constatada a necessidade, a SPTrans irá alterar a distribuição do seu Passe Livre no bilhete único por dias. Assim, sua cota a ser usada nos trilhos, será alterada de 24 dias x 2 viagens (ida e volta) para 12 dias x 4 viagens (2 idas e 2 voltas) para uso na 2ª quinzena do mês, após acabar os créditos de Vale Transporte.

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

O Bilhete Único Estudante funciona em São Paulo como sistema de bilhetagem eletrônica para o transporte público. O sistema compreende a capital paulistana e também a região metropolitana e pode ser adquirido tanto por alunos que estudam ou que moram seja na região metropolitana de SP seja na cidade de São Paulo.

Para ter o bilhete único estudante você deve estar matriculado em uma das modalidades de ensino: 

  • ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante, ensino superior e tecnológico. Sendo eles da rede pública municipal, estadual ou federal desde que os cursos sejam devidamente autorizados e oficialmente reconhecidos. 

Como solicitar o Bilhete Único de Estudante?

  • Cadastre-se para o bilhete único no site Bilhete Único Estudante
  • Informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • Aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • Depois que a Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Como comprar as cotas para o Bilhete Estudante?

Basta apresentar o Bilhete Único de Estudante e comprar nos guichês dentro das estações de metrô. O máximo de compras que você pode fazer no mês são 15.

Você também pode comprar suas cotas online pela loja virtual da SPTrans ou pelos aplicativos homologados pela SPTrans. É possível ainda comprar créditos teclando *32245.

Por fim, correntistas do Banco do Brasil podem comprar créditos utilizando o cartão de débito mas máquinas de autoatendimento ou por meio de aplicativo ou site do próprio banco.

Você também pode gostar de:

Entenda como funciona o Passe Livre no Bilhete Único
Confira as formas de pagamento do seu Bilhete único – inclusive por boleto!
Bilhete Único Universitário – solicite o seu!
Passe Livre e Vale Transporte no mesmo bilhete – como alterar a distribuição das cotas

Sobre a SPTrans

A sptrans é a empresa de transporte que atende São Paulo. O transporte é um serviço público essencial para o funcionamento da metrópole. Sendo assim, o Transporte Coletivo Público de passageiros consiste numa competência do município e está disposto na Constituição Federal (artigo 30, inciso V). Também consta na Lei Orgânica do Município de São Paulo (artigo 172).

Ainda sobre a legislação que formaliza os serviços da SPTrans está a Lei nº 13.241 que considera que o poder público está representado pela Prefeitura do Município de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Transportes. Assim, a São Paulo Transportes S/A (SPTrans) se constitui como uma empresa de economia mista cujo acionista majoritário é a Prefeitura de São Paulo.

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

Você que faz faculdade pode ter uma dúvida: será que você pode ter um bilhete único universitário? E quais benefícios você pode solicitar?

O Bilhete único estudante universitário é da SPTrans, a empresa de transportes de São Paulo. Atualmente a emissão do bilhete estudante é feito pelo site do Documento do Estudante. Mas você sabe porquê? 

O Documento Nacional do Estudante, também conhecido como DNE, garante que o direito estudantil à meia-entrada seja fiscalizado e cumprido em todo o território nacional. Ele é integrado com o Bilhete Único Universitário de forma que você tem dois benefícios em apenas um cartão.

Como solicitar o Bilhete Único de Estudante?

  • Cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • Informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • Aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • Depois que a Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Algumas outras matérias que podem ser úteis para você:
Confira as formas de pagamento do seu Bilhete único – inclusive por boleto!
Como funciona o Bilhete Único Estudante
Passe Livre e Vale Transporte no mesmo bilhete – como alterar a distribuição das cotas

Como ter Passe Livre estudantil? 

O Bilhete único universitário assegura ao estudante – no mínimo meia passagem. Ou seja, ele paga metade da tarifa a cada viagem de transporte público. Esse benefício é dado assim que a empresa recebe os dados do estudante comprovando sua condição de discente. 

Sendo assim, o passe livre possui alguns pré-requisitos, entre eles, o principal é ser um aluno da rede pública de ensino (municipal, estadual ou federal)

Mas note, são aceitos estudantes de ensino fundamental, médio, técnico e profissionalizantes. Esses alunos têm direito automático ao passe livre pela simples presença do cadastro para bilhete único enviado pela instituição de ensino.

Já estudantes de outros níveis (universitários e tecnológicos), podem ser contemplados com a gratuidade desde que se declare “Baixa Renda”, ou seja que sua família possua renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do CadÚnico e também, presença no cadastro enviado pela instituição de ensino. 

Também estão incluídos para ter o passe livre, estudantes do Projovem Urbano, ministrado em instituições de ensino da rede pública municipal.

Ainda para estudantes de curso superior são aceitos automaticamente para o passe livre, estudantes participantes dos Programas Governamentais: 

  • PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais. 

Observação:O passe livre no bilhete único, ou seja, a gratuidade, garante ao estudante cotas duplas com direito a 2 viagens de 2 horas cada com até 4 embarques por viagem e até 2 embarques/dia no sistema trilho (Metrô/CPTM)  e devem ser adquiridas do primeiro até o último dia do mês a que se referem e utilizadas no máximo até o dia cinco do mês subsequente.

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

O Bilhete único estudante pode ser pago com boleto e também por cartão de crédito. Após a compensação bancária, que no caso do cartão pode demorar até 48h (em dias úteis) e boleto até 4 dias, emitimos um Documento do Estudante provisório. Ele é digital e tem duração de 1 mês e pode ser usado apenas para compra da meia entrada. Em até 30 dias corridos você recebe em sua residência o bilhete único e então pode recarregá-lo e começar a usar.

O Documento do Estudante é o mesmo cartão do Bilhete Único Estudante, dessa forma você tem dois benefícios em apenas um cartão. O bilhete único atende ao sistema de bilhetagem eletrônica nos transportes públicos de SP. Ele pode ser usado nos ônibus, micro-ônibus, trens do Metrô e da CPTM, e terminais e estações de transferência do Expresso Tiradentes, pagando 50% do valor da tarifa. Ou até 100% nos casos dos estudantes beneficiados com passe livre no bilhete único.

Estudantes da região metropolitana de São Paulo também podem ter o bilhete único que lhe dá o benefício da meia-entrada ou da gratuidade.

Como fazer a solicitação e cadastro do Bilhete Único

Se você é estudante e ainda não tem seu cadastro, deve solicitar o cadastro através do site Bilhete Único Estudante, preencher com os dados solicitados e fazer o upload dos documentos seguintes:

  • foto (pode ser uma selfie bem estilosa, só precisamos que não tenha acessórios cobrindo o rosto, como óculos de sol por exemplo).
  • comprovante de matrícula
  • documento pessoal como RG, CNH, RNE ou passaporte

Após tudo aprovado é só aguardar o seu Bilhete Único + Documento do Estudante chegar no conforto do seu lar!

Confira algumas outras matérias que podem ser úteis para você:
Bilhete Único Universitário – solicite o seu!
Como funciona o Bilhete Único Estudante
Passe Livre e Vale Transporte no mesmo bilhete – como alterar a distribuição das cotas

Quem pode pedir o Bilhete Único de Estudante?

O bilhete único estudantil é destinado a alunos que estejam regularmente matriculados nas seguintes modalidades de instituição: 

  • Ensino Fundamental, 
  • Ensino Médio, 
  • Ensino Técnico e Profissionalizante, 
  • Ensino Superior e Tecnológico. 

Sendo eles da rede pública municipal, estadual e federal ou na rede privada de ensino. Dessa forma, o benefício da meia tarifa é destinada a todos os estudantes sejam eles da rede pública ou privada.

Comprovadamente os alunos devem residir no Município de São Paulo e estarem matriculados em cursos sediados na Região Metropolitana de São Paulo ou em municípios constantes de portaria da SMT. O contrário também é válido, ou seja, os alunos podem residir na Região Metropolitana de São Paulo ou nos municípios constantes de portaria da SMT e estarem matriculados em cursos sediados no Município de São Paulo. Além disso a instituição de ensino frequentada pelo estudante deverá estar localizada a uma distância não inferior a 1 quilômetro da residência do aluno. 

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

Se você é estudante e ainda não tem seu cadastro, deve solicitar o cadastro através do site Bilhete Único Estudante, preencher com os dados solicitados e fazer o upload dos documentos seguintes: 

  • foto (pode inclusive ser uma selfie, só precisamos que não tenha acessórios cobrindo o rosto, como óculos de sol por exemplo), 
  • comprovante de matrícula, 
  • documento pessoal como RG, CNH, RNE ou passaporte.

Não sabe se tem direito ao bilhete único estudantil? Então vamos lá! Se você reside na cidade de São Paulo ou na região metropolitana já é um bom começo. Isso porque você deve ser dessas localizações para poder solicitar o benefício. 

Além disso você deve estar regularmente matriculado em um desses níveis de ensino: ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico e profissionalizante, ensino superior e tecnológico. Sendo eles da rede pública municipal, estadual e federal ou na rede privada de ensino. Dessa forma, o benefício da meia tarifa é destinada a todos os estudantes sejam eles da rede pública ou privada.

Confira algumas outras matérias que podem ser úteis para você!
Confira as formas de pagamento do seu Bilhete único – inclusive por boleto!
Bilhete Único Universitário – solicite o seu!
Como funciona o Bilhete Único Estudante
Passe Livre e Vale Transporte no mesmo bilhete – como alterar a distribuição das cotas

Como é calculada a quantidade de modais de transporte que tenho direito?

As informações enviadas pelas instituições de ensino à SPTrans são processadas por meio do Sistema de Georreferenciamento Eletrônico (GIS), que identifica a distância e quantidade de modais (meio de transporte, ou seja, Trilho/Ônibus) necessária para a realização dos deslocamentos. 

A cotas podem ser revisadas mediante solicitação nas seguintes condições:

  • Para estudantes que comprar crédito eletrônico do tipo escolar nos seguintes casos: mudança de endereço residencial ou de instituição de ensino, frequência diferenciada, matrícula em mais de uma instituição de ensino, desde que cadastradas no sistema.

Para pedir a revisão envie por e-mail os documentos abaixo relacionados para: [email protected].

  • Cópia simples do RG do estudante (frente e verso);
  • Cópia simples de comprovante de residência recente (máximo seis meses), em nome do estudante, pais ou responsáveis (Termo de Guarda), com endereço e CEP (conta de luz, telefone, etc.); – Endereço da(s) instituição(ões) de ensino; 
  • Trajeto detalhado (percurso de ida e volta da residência à instituição de ensino, realizado com ônibus/Metrô/CPTM) 
  • Declaração recente da(s) instituição(ões) de ensino freqüentada(s) pelo estudante, emitida em papel timbrado com assinatura e carimbo do Diretor ou do credenciado, contendo a condição do estudante, curso, período de duração, horário e dias das aulas (validade de 30 dias a contar da data de emissão do documento). 
  • Para estudantes beneficiários de passe livre no bilhete único e de Vale Transporte podem pedir a revisão das cotas somente nos casos em que for comprovada a utilização de mais de 2 embarques/dia no Sistema Trilho.

Nesse caso, para suprir sua necessidade de deslocamento na segunda quinzena do mês (12 dias), sua cota de gratuidade para o Sistema Trilho poderá ser alterada de 2 embarques/dia para 4 embarques/dia . 

Para que isso ocorra, envie email com as informações abaixo relacionadas para [email protected]

  • Nome completo, 
  • RG e CPF, e data de nascimento (dia, mês e ano);
  • Endereço residencial contendo o CEP; 
  • Nome e endereço completo da instituição de ensino, com CEP;
  •  Endereço completo do Local de Trabalho, com CEP e contendo o número do CNPJ da empresa;
  •  Trajeto detalhado (percurso de ida e volta entre a residência, instituição de ensino, e ao local de trabalho, constando linhas de Ônibus/Metrô/CPTM utilizadas)

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

O Bihete Único do Estudante é um direito do estudante de São Paulo e da região metropolitana. Já, se o benefício que ele receberá será meia passagem ou gratuidade, outras variáveis que irão determinar 

A revalidação da sua carteira será feita anualmente e em cada revalidação você receberá uma carteira de estudante nova, com foto atualizada e com o modelo nacional do ano de emissão. Caso seu curso seja semestral é necessário revalidar uma vez por semestre o seu bilhete de estudante.

Como solicitar o Bilhete Único de Estudante?

  • cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Para ter direito ao bilhete único estudante – sptrans,  aluno deve estar matriculado em uma das modalidades de ensino:

  • Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Técnico e Profissionalizante, Ensino Superior e Tecnológico. Sendo eles da rede pública municipal, estadual e federal ou na rede privada de ensino, cujos cursos sejam devidamente autorizados e oficialmente reconhecidos.

Bilhete Único

O bilhete Único sem identificação continua a existir e é conhecido como Bilhete Único Comum. Seu limite de créditos suportados é de R$ 43,00. Ele não possui nome do usuário, nem foto e pode ser adquirido mediante o pagamento de R$ 4,30, que é referente ao cartão. Também tem previsto um acréscimo de uma compra mínima de R$ 21,50, totalizando dessa forma R$ 25,80. Essa cartão pode ser encontrado nos Postos de Venda e Atendimento. Para tanto é necessário apresentar um documento com foto e o número do CPF.

Já o cartão Bilhete Único individual é tem um limite de recarga de R$ 350,00. E deve ser solicitado pela internet através do cadastro no site da SPTrans e escolher entre a opção comum ou estudante.

Carga e Recarga do Bilhete Único

A recarga e a colocação de carga do bilhete único pode ser feito na Loja Virtual; Lojas Físicas, Postos de Venda e Atendimento, Pontos de Venda de Créditos e recarga por meio de aplicativos.

Pela loja virtual tanto o empregador quando o próprio usuário pode fazer a compra de crédito (avulso ou mensal) para bilhete comum. Para estudante e vale transporte é possível também fazer compra de crédito na loja virtual

A liberação do pedido ocorre no primeiro dia útil após a efetivação do respectivo pagamento. Sendo assim, os créditos eletrônicos são disponibilizados para o usuário efetuar a recarga em uma das máquinas de auto-atendimento instaladas nos Terminais de Ônibus e nas Estações de Metrô e da CPTM. 

Saiba tudo sobre a SPTrans e o Bilhete Único acessando a matéria: SPTrans – um guia completo

O Bilhete Único Passe Livre é destinado a estudantes de escolas públicas ou que se autodeclarem de “Baixa Renda” ou seja que possua renda familiar per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional e também tenha o número do CadÚnico

Como solicitar o Bilhete Único de Estudante?

  • Cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • Informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • Aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • Depois que a Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Algumas matérias que podem ser úteis para você:

Confira as formas de pagamento do seu Bilhete único – inclusive por boleto!

Bilhete Único Universitário – solicite o seu!

Como funciona o Bilhete Único Estudante

Passe Livre e Vale Transporte no mesmo bilhete – como alterar a distribuição das cotas

Quem pode ter o Passe Livre

O primeiro pré-requisito para poder ter o benefício do passe livre é ser aluno de rede pública seja municipal, estadual ou federal. Sendo assim, são aceitos estudantes de ensino fundamental, médio, técnico e profissionalizantes. Assim, esses alunos têm direito automático ao passe livre pela simples presença do cadastro enviado pela instituição de ensino.

Em contrapartida, estudantes de outros níveis (ensino superior e tecnológicos), podem ser contemplados com a gratuidade desde que se declare “Baixa Renda”, ou seja que sua família possua renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do CadÚnico e também, presença no cadastro para o bilhete único enviado pela instituição de ensino. 

Já para estudantes de curso superior são aceitos para passe livre, estudantes participantes dos Programas Governamentais: PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais. Tendo dessa forma direito automático uma vez que a instituição de ensino envia os dados do aluno e a informação de que este se enquadra em um dos programas de bolsa financiamento previstos.

Estudantes de curso superior, técnico e tecnológico e que não são participantes de Programas Governamentais, podem ter o benefício do passe livre mediante autodeclaração de “Baixa Renda” com renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do Cadúnico e da presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

Também estão incluídos para ter o passe livre, estudantes do Projovem Urbano, ministrado em instituições de ensino da rede pública municipal.

Quem não pode ter o passe livre

Observações:O passe livre, ou seja, a gratuidade, garante ao estudante cotas duplas com direito a 2 viagens de 2 horas cada com até 4 embarques por viagem e até 2 embarques/dia no sistema trilho (Metrô/CPTM)  e devem ser adquiridas do primeiro até o último dia do mês a que se referem e utilizadas no máximo até o dia cinco do mês subsequente.

 Estudantes de cursos PRONATEC ministrados pelo SENAC, SENAI, SENAT, SESI, SESC, SENAR não tem direito à gratuidade nem a meia passagem. Isso porque o governo federal concede ajuda de custo para o transporte do aluno.

Alunos bolsistas que frequentam cursos de ensino fundamental e médio em instituições de ensino da rede particular, e que possuem os requisitos gerais, tem direito apenas ao benefício da meia passagem. Por fim, estudantes que não se enquadrem em nenhum dos requisito acima e que atendem aos requisitos gerais, permanecem com direito à meia passagem.

A SPTrans possui o Bilhete Único Estudante por ser a empresa de transportes da metrópole paulista. Atualmente a emissão do bilhete único estudante é feita através do site do Documento do Estudante. Isso porque ambas carteiras já são integradas e unidas em apenas um cartão. 

O Documento do Estudante, também conhecido como DNE, garante o direito à meia-entrada pelos estudantes de São Paulo. E mais, o cartão tem abrangência nacional, ou seja, se você for viajar ou visitar familiares e amigos em outros estados, pode ficar tranquilo que terá meia-entrada nos eventos culturais. 

Confira alguns telefones úteis da SPTrans!

Como solicitar o Bilhete Único de Estudante?

  • Faça o cadastro de estudante sptrans no site Bilhete Único Estudante
  • Informe à sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • Aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • Depois que a Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Qual o regulamento para uso do Bilhete Único Estudante?

O bilhete único do estudante tem uma legislação que regula o benefício da meia passagem e da gratuidade, segundo essa legislação, o uso do bilhete é pessoal e intransferível.

Se for atestado um mal uso do bilhete único ele pode ser retido. A retenção do bilhete único estudante é feita pelos Técnicos da SPTrans e acaba por suspender o benefício do aluno até o final do ano letivo. A fim de evitar que isso aconteça é importante nunca emprestar o cartão e manter dados cadastrais e foto corretos e atualizados. 

Veja como pagar o seu bilhete estudante sptrans – inclusive com boleto! Sabia?

O que acontece com os cartões apreendidos?

Os cartões que são retidos por uso indevido são destruídos.  A 2° via pode ser solicitada, nesse caso, após o comparecimento do titular do documento ou de seu responsável até o Posto Central: Rua Boa Vista, 274 – Centro (segunda a sexta-feira, das 8h às 17h para análise da situação e emissão da 2ª). Tenha em mãos os seguintes documentos:

  • Documento oficial com foto do estudante.
  • Comprovante de escolaridade atual (até um mês) assinado e carimbado.
  • Comprovante de residência (água, luz, telefone – emitido nos últimos 6 meses) em nome do responsável (quando o estudante for menor de idade) ou do próprio estudante (quando for maior de idade).

Quer revalidar o seu bilhete estudantil da sprans? A gente te ensina como!

É possível que outra pessoa compareça no lugar do estudante, porém além desses documentos, precisará apresentar uma declaração do aluno escrita de próprio punho autorizando o atendimento e a retirada da 2ª via do cartão.

Saiba tudo sobre a SPTrans e o Bilhete Único acessando a matéria: SPTrans – um guia completo

O Bilhete Único Estudante gratuito tem apenas uma taxa que é paga uma vez no semestre, para a emissão e também para a revalidação. O preço do Bilhete Único Estudante junto ao Documento Nacional do Estudante é cobrado para emissão de 1º e 2º via da carteira e também pela Revalidação. 

O valor é cobrado também nos casos de revalidação em que não é emitida uma nova carteira. Isso acontece porque em toda revalidação existem custos tais como:

  • compra do cartão, bem como sua inicialização, personalização e distribuição.
  • ativação de benefícios; estrutura para registro das ocorrências de solicitação de cancelamento
  • estrutura para armazenar registro das ocorrências de solicitação de cancelamento
  • estrutura para armazenar registros de recargas e utilizações dos cartões para possibilitar a restituição do saldo aos usuários
  • rastreamento dos registros de utilização para apurar o saldo existente no cartão cancelado no momento do registro da ocorrência e restituir o saldo para o usuário em um novo cartão,
  • além desses custos, no caso de emissão de 2º via, garantimos ao usuário a devolução do saldo/cota de tempo existente no cartão cancelado no momento do registro da ocorrência. Sendo assim, as utilizações que ocorrerem após esse registro são absorvidas pelo sistema.

Passe Livre Estudantil – quem tem direito?

Há alguns pré-requisitos para poder te o benefício do passe livre, o principal é ser aluno de rede pública municipal ou estadual ou federal. Logo, alunos do ensino fundamental, técnico, médio e profissionalizante. Esses alunos têm direito automático ao passe livre pela simples presença do cadastro enviado pela instituição de ensino. 

Estudantes de outros níveis como é caso de ensino superior e tecnológicos, podem ser contemplados com a gratuidade no bilhete estudante desde que se declare “Baixa Renda”. Ou seja que sua família possua renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do CadÚnico e também, presença no cadastro enviado pela instituição de ensino, você pode solicitar o passe livre.

Já para estudantes de curso superior apenas são aceitos para passe livre, estudantes participantes dos Programas Governamentais: PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais. Tendo dessa forma direito automático uma vez que a instituição de ensino envia os dados do aluno e a informação de que este se enquadra em um dos programas de bolsa financiamento previstos.

Também estão incluídos para ter o passe livre, estudantes do Projovem Urbano, ministrado em instituições de ensino da rede pública municipal.

Observações:

O passe livre, ou seja, a gratuidade, garante ao estudante cotas duplas com direito a 2 viagens de 2 horas cada com até 4 embarques por viagem e até 2 embarques/dia no sistema trilho (Metrô/CPTM)  e devem ser adquiridas do primeiro até o último dia do mês a que se referem e utilizadas no máximo até o dia cinco do mês subsequente.

Alunos bolsistas que frequentam cursos de ensino fundamental e médio em instituições de ensino da rede particular, e que possuem os requisitos gerais, tem direito apenas ao benefício da meia passagem. Estudantes que não se enquadrem em nenhum dos requisito acima e que atendem aos requisitos gerais, permanecem com direito à meia passagem.

 Estudantes de cursos PRONATEC ministrados pelo SENAC, SENAI, SENAT, SESI, SESC, SENAR não tem direito à gratuidade nem a meia passagem. Isso porque o governo federal concede ajuda de custo para o transporte do aluno.

Bom Escolar

O Bom Escolar é o cartão da empresa EMTU no Estado de São Paulo e possui um bilhete estudante específico para cada localização: Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), Região Metropolitana de Campinas (RMC), Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (RMVPLN), Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS) e Região Metropolitana de São Paulo. 

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

O Bom Escolar é o cartão da empresa EMTU no Estado de São Paulo e possui um bilhete estudante específico para cada localização: Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), Região Metropolitana de Campinas (RMC), Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (RMVPLN), Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS) e Região Metropolitana de São Paulo. 

Requisição do Bom Escolar

Feito pelos alunos que ainda não possuem o Cartão BOM Escolar, sendo necessário o primeiro cadastramento do usuário. E tem um custo de 7 tarifas-piso que é a menor tarifa vigente para a linha de característica comum da Região Metropolitana de São Paulo.

O pagamento da taxa é realizado apenas uma vez no ano letivo. Note que alterações no benefício como mudança de escola, de endereço residencial, de linha utilizada etc., exigem novo pagamento da taxa do passe escolar, em razão de essas alterações gerarem novos custos de processamento e de análise

Revalidação do Bom Escolar

É a solicitação do benefício pelos que já possuem ou já possuíram o Cartão BOM Escolar e se encontram na condição de utilizá-lo (após um recadastramento)

A taxa para revalidação é paga somente uma vez, e como no caso da requisição é de 7 tarifas-piso.

Quem tem direito ao Bilhete Bom Estudante

Alguns requisitos gerais são observados para quem tem direito ao Bom Estudante: estudantes de escolas cadastradas na empresa EMTU e que atendem a alguns requisitos.

  • Estudam em cursos presenciais ou de ensino à distância (EAD) com equivalência aos cursos com presença obrigatória.
  • Residam em município diferente do município da escola, desde que embarquem e o desembarquem no ponto ou parada de ônibus ou terminal de diferentes municípios.

Importante: Os aluno que apesar de residirem em município diferente do da escola, mas embarcam e desembarcam no mesmo município, não terão direito ao Passe Escolar.

  • Residam a mais de 01 quilômetro da escola.
  • Utilizam linhas de ônibus da EMTU para o trajeto intermunicipal residência-escola e vice-versa.
  • Estudam ou lecionam em escola localizada em uma das 05 Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo (São Paulo, Baixada Santista, Campinas, Vale do Paraíba e Litoral Norte, e Sorocaba).
  • Tenham, no mínimo, 06 anos de idade.
  • Não sejam beneficiários de gratuidade no transporte como Cartão BOM Especial (exceto se for utilizar linha seletiva) como o Cartão BOM Sênior por exemplo
  • Não sejam beneficiários do Bilhete Único (BU) Estudante (ônibus e/ou trem) no mesmo trajeto intermunicipal da linha solicitada à EMTU.
  • Não sejam beneficiários do Fretamento Escolar subsidiado pela Prefeitura.

Quem NÃO tem direito ao Bilhete Bom Escolar

  • Alunos com menos de 6 anos, portanto ensino infantil
  • Ensino à distância (EAD) sem equivalência aos cursos com presença obrigatória
  • Cursos livres de informática, dança, judô, idiomas etc. 2.3.1.4 Cursos de capacitação, aperfeiçoamento, atualização, reciclagem etc.
  • Cursos extracurriculares como workshops ou cursos de horas ou dias
  • Cursos de qualificação profissional com duração inferior a 2 anos como auxiliar de cozinha, garçom, recepcionista etc. 
  • Cursos de extensão universitária. 
  • Cursos preparatórios (sem formação curricular) como cursos pré-vestibulares (cursinhos), preparatórios para concursos etc. 
  • Beneficiários de outra gratuidade: Cartão BOM Especial (exceto se for utilizar linha seletiva), maiores de sessenta anos de idade (cartão BOM Sênior) e crianças com menos de seis anos de idade.
  • Beneficiários do Bilhete Único (BU) Estudante (ônibus e/ou trem) no mesmo trajeto intermunicipal da linha solicitada à EMTU.
  •  Usuários que embarcam e desembarcam no mesmo município, apesar de residirem em município diferente do da escola. 
  •  Possuem domicílio com mais de 01 quilômetro de distância da escola, mas residem em alojamentos ou dependências dela. 
  • Estudantes em regime de internato, como militares (soldados) que residem em quartéis ou universitários que moram em repúblicas, como o CRUSP, mas informam endereço de seu domicílio, exemplificam essa condição.
  • Para frequentar estágio, ainda que obrigatório, além da cota concedida para frequentar as aulas regulares. 
  • Para cursar disciplinas de dependências (que não possam ser frequentadas no período regular de aulas), monitorias, biblioteca, reforço escolar ou reunião para trabalhos acadêmicos, além da cota concedida para frequentar as aulas regulares.

Conheça também o Bilhete Único SPTrans

Tenha mais informações sobre o Bilhete Único Estudante lendo o artigo completo sobre o tema.

X