Bilhete Único Estudante

SPTrans Estudante

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O Bilhete Único estudantil da SPTrans é indicado para todos os estudantes de escola particular ou pública. O aluno deve estar matriculado em uma das modalidades de ensino: Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Técnico e Profissionalizante, Ensino Superior e Tecnológico. Sendo eles da rede pública municipal, estadual e federal ou na rede privada de ensino, cujos cursos sejam devidamente autorizados e oficialmente reconhecidos.

Como solicitar o Bilhete Único de Estudante?

  • cadastre-se no site Bilhete Único Estudante
  • informe a sua Unidade de Ensino que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante no ano vigente;
  • aguarde o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela Unidade de Ensino;
  • depois da Unidade de Ensino enviar seus dados você poderá efetuar o pagamento do bilhete único.
  • Após seu pagamento ser aprovado basta fazer o upload dos documentos solicitados: RG, CNH, Passaporte ou RNE e ainda 1 foto recente de rosto (pode ser uma selfie bem estilosa? Pode, desde que não tenha boné, cabelo ou óculos de sol cobrindo o rosto).
  • Agora é só aguardar o seu bilhete único chegar no conforto do seu lar!

Qual o regulamento para uso do Bilhete Único Estudante?

A legislação que regulamenta o benefício estudantil à meia tarifa ou gratuidade, prevê que o uso do bilhete é pessoal e intransferível. Dessa forma, se for constatado alguma irregularidade no uso, ou seja, empréstimo do bilhete único ou perda, o cartão pode ser apreendido.

Essa retenção é feita pelos Técnicos da SPTrans e acaba por suspender o benefício do aluno até o final do ano letivo. Para evitar que isso aconteça é importante nunca emprestar o cartão e manter os dados cadastrais corretos.

O que acontece com os cartões apreendidos?

Os cartões que são retidos por uso indevido acabam por serem destruídos. A 2° via pode ser solicitada, nesse caso, após o comparecimento do titular do documento ou de seu responsável até o Posto Central: Rua Boa Vista, 274 – Centro (segunda a sexta-feira, das 8h às 17h para análise da situação e emissão da 2ª). Tenha em mãos os seguintes documentos:

  • Comprovante de escolaridade atual (até um mês) assinado e carimbado.
  • Comprovante de residência (água, luz, telefone – emitido nos últimos 6 meses) em nome do responsável (quando o estudante for menor de idade) ou do próprio estudante (quando for maior de idade).
  • Documento oficial com foto do estudante.

Importante notar que, caso outra pessoa compareça no lugar do estudante, além dos documentos acima, será necessário apresentar declaração de próprio punho, do estudante, autorizando o atendimento e a retirada da 2ª via do cartão.

Como funciona as cotas de estudante?

As cotas estudantis são exclusivas para dias da semana. Pois são um benefício destinado apenas para a ida e volta do estudante até sua unidade de ensino. O máximo de cotas que o estudante pode ter é de 48 sendo 2 créditos por dia (ida e volta). Dessa forma, no caso de ônibus, o estudante pode pegar até 4 ônibus em 2h gastando apenas um crédito. 

A quantidade de cotas que o estudante bilhete receberá vai depender das informações enviadas pelas instituições de ensino. Assim, as informações são processadas por meio do Sistema de Georreferenciamento Eletrônico que identifica a distância e a quantidade de modais (Trilho e/ou Ônibus) necessários para a realização dos deslocamentos.

Como comprar as cotas para o Bilhete Estudante?

Você pode comprar nos guichês dentro das estações de metrô. Basta apresentar o Bilhete Único de Estudante ao atendente e comprar a quantidade desejada até o limite estabelecido. O máximo de compras que você pode fazer no mês são 15.

Você também pode comprar suas cotas online pela loja virtual da SPTrans ou pelos aplicativos homologados pela SPTrans. É possível ainda comprar créditos teclando *32245.

Por fim, correntistas do Branco do Brasil podem comprar créditos utilizando o cartão de débito mas máquinas de autoatendimento ou por meio de aplicativo ou site do próprio banco.

Como ter Passe Livre

Os estudantes que são elegíveis para a gratuidade estudantil deve se encaixar em alguma das categorias: alunos de instituição da rede pública municipal ou estadual ou federal. Dessa forma são aceitos estudantes de ensino fundamental, médio, técnico e profissionalizantes. Tendo portanto direito automático ao passe livre pela simples presença do cadastro enviado pela instituição de ensino.

Já estudantes de ensino superior e tecnológicos são contemplados mediante autodeclaração de “Baixa Renda” com renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do CadÚnico, e também presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

Já para estudantes de curso superior são aceitos para sptrans passe livre, estudantes participantes dos Programas Governamentais: PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais. Tendo dessa forma direito automático uma vez que a instituição de ensino envia os dados do aluno e a informação de que este se enquadra em um dos programas de bolsa financiamento previstos.

Estudantes de curso superior, técnico e tecnológico e que não são participantes de Programas Governamentais, podem ter o benefício do passe livre mediante autodeclaração de “Baixa Renda” com renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo nacional, número do Cadúnico e da presença no cadastro enviado pela instituição de ensino.

Também estão incluídos para ter o passe livre, estudantes do Projovem Urbano, ministrado em instituições de ensino da rede pública municipal.

Conheça o Canal do Estudante da SPTrans

Observações: O passe livre, ou seja, a gratuidade, garante ao estudante cotas duplas com direito a 2 viagens de 2 horas cada com até 4 embarques por viagem e até 2 embarques/dia no sistema trilho (Metrô/CPTM)  e devem ser adquiridas do primeiro até o último dia do mês a que se referem e utilizadas no máximo até o dia cinco do mês subsequente.

 Estudantes de cursos PRONATEC ministrados pelo SENAC, SENAI, SENAT, SESI, SESC, SENAR não tem direito à gratuidade nem a meia passagem. Isso porque o governo federal concede ajuda de custo para o transporte do aluno.

Alunos bolsistas que frequentam cursos de ensino fundamental e médio em instituições de ensino da rede particular, e que possuem os requisitos gerais, tem direito apenas ao benefício da meia passagem. Por fim, estudantes que não se enquadrem em nenhum dos requisito acima e que atendem aos requisitos gerais, permanecem com direito à meia passagem.

Tire todas as suas dúvidas lendo o artigo: SPTrans – um guia completo

Write A Comment

X